Presentes de Natal para quem ama bike, feitos por marcas brasileiras de ciclistas incríveis

Erika Sallum

Pois é, Natal chegando, e nem este blog Ciclocosmo escapa das listas de presentes… Mas, levando em conta que é difícil agradar a ciclistas e que há várias marcas locais fazendo produtos incríveis, o post de hoje celebra não apenas as festas de fim de ano como a ousadia e a coragem desse grupo de brasileiros que resolveu colocar a mão na massa e lançar roupas e acessórios para tornar nossos pedais mais charmosos.

As grandes marcas que me perdoem — e existem, sim, empresas nacionais produzindo ótimos equipos a bom preços (escreverei sobre isso logo mais) –, porém os pequenos empreendores que aparecem na lista a seguir merecem nossa admiração. Fazem tudo “na raça”, em geral se desdobrando para tocar seus projetos enquanto trabalham em outros empregos (a ainda acham tempo para treinar!).

Quer agradar aquele colega que só fala de bike? Ou presentear o parente ciclista no amigo secreto? Ou já pedala e acha que merece um mimo? Pense localmente. Isso fortalece a comunidade de bikers brasileiros — e ainda deixa seus treinos e rolês bem mais estilosos.

GARY CYCLING (garicycling.com)
A marca paulistana é feita por ciclistas gente fina e, além destas meias divertidas, tem jerseys (camisas de ciclismo), caps (bonés) e bretelles (bermudas de bike com alças) elegantes e bem na vibe urbana de seus criadores.

Meias Dead Legs da Gary Cycling (R$ 35)

TOP CAPS (topcaps.com.br)
Um pequeno detalhe que dá aquele “tchans” na sua bike: tampinhas (cap) de caixa de direção personalizadas. Basta entrar no site da marca paulistana, escolher s frase ou desenho que quiser e encomendar.

A tampinha personalizada da caixa de direção sai por amistosos R$ 29

CANELA (canela.cc)
O Canela é um projeto dedicado a incentivar mais mulheres a pedalar. Além de um blog, há eventos ciclísticos só para elas e uma linha belíssima de jerseys e caps. Este aqui acabou de ser lançado — corra porque, em geral, se esgotam rapidinho.

Novo cap Cora, das meninas do Canela.cc (R$ 70)

Daemon Cycling (daemoncycling.iluria.com)
Criado pelo designer mineiro Francisco Martins, radicado em São Paulo, o Daemon é multifacetado: tem blog, pôsteres, provas de critério, livro e jerseys. Esta aqui, toda preta, é pura elegância.

Jersey Daemon Cycling número 04 (R$ 230)

HELL LANE (helllane.com)
Diretamente de Blumenau (SC), as peças da Hell Lane estão encantando ciclistas de vários outros Estados. Também pudera: por exemplo, sua jaqueta Mountain dá um “up” em qualquer pedal. As meias também são uma graça.

Riqueza em forma de jaquesta esta aqui, batizada de Mountains (R$ 199)

CABELO (calventoart@gmail.com)
O artista e designer paulistano Valdinei Calvento Júnior, o Cabelo, é um apaixonado por bicicletas, e volta e meia esse amor serve de inspiração para seus trabalhos — como nestas duas telas em tinta acrílica em spray.

Telas “Major I” e “Major II” (70 x 100 cm), a R$ 1.500 cada

PSICODROME (lasmagrelas.com.br)
A cidade, suas ruas e ar frenético dão o tom às camisetas e bonés desta marca criada por cariocas. Há poucas peças disponíveis, vendidas no bar e bicicletaria Las Magrelas, no bairro paulistano de Pinheiros.

Para commuters de atitude, nada melhor que a camiseta (R$ 68) e o boné (R$ 90) da Psicodrome